Imagina, querido John…

Imagina, querido John…

  Querido John, sou seu fã e creio que sua obra-prima, a “Imagine” seja um símbolo mundial da busca pela paz e igualdade. Também acredito que tu não sejas apenas um sonhador, pois qualquer ser humano que tenha um pouco de bondade em si, certamente não compactua com o monte de iniquidades que assolam o planeta, … Continuar lendo

Querido Papai Noel…

Querido Papai Noel…

E na noite de Natal… Papai Noel (P.N.): “E então, Rogério, foste bonzinho durante o ano?” Eu: “Não creio em dualismos de que todo mundo seja bom ou mau em essência, mas, creio que oscilei mais dentro do correto do que o que eu acho que foi errado… embora, meus erros tenham me ensinado algo … Continuar lendo

O santo herege

O santo herege

Já disse que o meu sobrenome, Ketzer, em alemão, é herege. Coisa que fui descobrir só lá por 2010, mas, que fez todo sentido para mim, de acordo com o meu estilo contestador de sempre. Que veio lá do berço. Contesto desde quando minha mãe costumava no método corretivo da palmada/chinelada, dar um tapa por … Continuar lendo

Mente vazia, oficina do…?

Mente vazia, oficina do…?

Quem aqui já não ouviu que a mente vazia é a oficina do diabo? Essa pérola, que me assombrou desde pequeno, sempre me remetia a crer que ficar ocioso era um convite ao diabo para que me orientasse para o mau caminho e, assim, me transformar em um “perdido na vida”. Essa necessidade de que … Continuar lendo

O Efeito Placebo…

O Efeito Placebo…

Enquanto fala-se do efeito placebo como sendo uma fraude, por outro lado, ele escancara o poder de cura da mente. Recentemente, descobriu-se o efeito nocebo, que fala dos efeitos colaterais de um tratamento inerte. E é por aí que o texto de hoje se discorre. Assim, algumas conclusões podem nos levar a crer que tanto … Continuar lendo

O demiurgo e a dualidade…

O demiurgo e a dualidade…

O assunto hoje é enrolado, pessoal… tomem suas Ritalinas ou, como eu, tomem apenas tento, para nos aprofundarmos na complicação mental em que me enfiei nesses dias… Pois, como de costume, sigo ouvindo meus pensamentos, à medida que me coloco como observador do mundo e das situações em que ele se desenvolve, e, por várias … Continuar lendo