O estresse nosso de cada dia…

Ah, o estresse (ou stress)… ele é o vilão da atualidade… muitas doenças são provenientes dele e, dizem, que é a porta de entrada de quase tudo de ruim que nos acontece…

Será?

Bem, o primeiro estresse que tenho memória, é de 1980, quando com 6 anos de idade, iniciei meu primeiro dia de aula no Colégio São João, aqui em Porto Alegre. Iniciava o “pré”, aquela série antes da 1ª série, onde começava-se a ser alfabetizado… pois bem, ao deparar-me com aquele colégio enorme, cheio de crianças que nunca tinha visto na vida, com corredores que não conhecia, e, ao final, uma sala de aula com mesas e cadeiras, cada um com a sua, gelei… tudo muito assustador… pelo menos para mim… eu não tinha com quem falar, pois não conhecia ninguém, não sabia sequer o que estava fazendo ali, e, a professora abre um caderno e começa a falar vários nomes…. e, as crianças respondiam: PRESENTE!

Aimeldelsdocel...

Aimeldelsdocel…

Bateu o desespero porque eu sequer tinha trazido presente algum, e, não tinha a menor ideia de quem era o aniversário… e, como TODAS as crianças diziam PRESENTE, eu subentendia que eu seria a única criança da sala que passaria a vergonha de não ter presente…

Bato a cabeça na mesa, quase chorando e digo em voz semi-alta: COMO É QUE EU IA ADIVINHAR QUE TINHA QUE TRAZER PRESENTE NO PRIMEIRO DIA DE AULA????

Aí uma mão toca meu ombro e diz: “não, seu burro… não era pra trazer presente… é só dizer presente e pronto”…

Como eu não tinha ideia do que era ordem alfabética, e, meu nome, começando com “R”, era um dos últimos, aumentava o estresse a cada um que dizia o tal presente… mas, quando chegou a minha vez, falei a palavra-mágica, assim, meio baixo, para tenta passar desapercebido, mas, a professora me dá aquela olhada nos olhos e pergunta: Rogério é tu?

  • Sim – respondi com aquela cara de “fui pego, ela sabe que eu não trouxe presente…”. Mas, ela seguiu chamando mais dois ou três nomes depois do meu e começou a tal aula…

0000000001821

Não lembro do resto da aula, mas, o tal estresse ficou gravado na memória… não sei se na dos demais colegas, pois, acreditem, desses tantos desconhecidos do primeiro dia de aula, tenho até hoje, como melhores amigos e, porque não dizer, irmãos, que me aturam…

Sim, hoje em dia sei que o estresse, nesse dia, foi causado por fatores como desconhecimento e presunção de coisas sem ter a menor ideia de como funcionavam…

Mas, será que mudaram as coisas tanto assim de lá para cá?

Como sempre, começamos pelo amigo amansa-burro:

es.tres.se
s. m. Med. Conjunto de reações do organismo a agressões de ordem física, psíquica, infecciosa, e outras, capazes de perturbar-lhe a homeostase; stress.

Pois bem, podemos dizer que o estresse é uma reação do nosso corpo a algo… ou seja, um fator externo… algo que não é nosso… mais ou menos como ser infectado por um vírus ou bactéria…

frase-a-maior-arma-contra-o-estresse-e-nossa-habilidade-de-escolher-um-pensamento-ao-inves-de-outro-william-james-118809

Pois, reavaliando minha vida no momento, juntamente com minha situação de saúde, posso concluir que estou sob a influência de tal estresse… e o meu corpo, certamente, apresenta os reflexos disso. Pelo menos é o que dizem os médicos.

Mas como assim, se eu vim ao mundo à passeio?! – como cansei de ouvir, por não ter amor pelas coisas que as pessoas “responsáveis” fazem todo santo dia.

Posso imaginar que, talvez o estresse venha justamente por ter sido infectado pela virose social que tenta incutir padrões de conduta, forçando a pessoa a ser ou a agir de formas que não lhes são naturais…

A natureza de cada um é diferente do conceito de natureza “humana”… nossas classificações como indivíduos pertencentes ao reino animal, são diferentes das idiossincrasias de cada um…

O que quer dizer essa enrolação toda? Simples, que eu não acredito em cultura de massas… ou, se preferir, que, mesmo que façamos parte de um bando, não somos reflexo dele… e, tampouco precisamos viver sob sua influência ou regras.

Estou pregando aqui que sejamos antissociais? Nananinanina… estou apenas dizendo que somos únicos e, dessa forma, devemos agir de acordo com o que nos é plausível e agradável. Sim, claro, temos aquelas regrinhas básicas do tipo “não faça aos outros o que não gostaria que fizessem contigo” ou “a minha liberdade termina onde começa a do outro”, embora, nessa segunda, eu retoque dizendo que o conceito de liberdade alheia pode não bater com o meu…

frase-quando-voce-deixa-de-fazer-aquela-cobranca-excessiva-de-si-mesmo-na-hora-de-falar-em-publico-mario-persona-163258

E o que isso tudo tem a ver com o estresse? Bem, eu diria que toda essa influência externa, nos sendo estranha, nos causando incertezas, medos e descargas e mais descargas de energias, são nocivas ao corpo… acredito sim, que a tal “pangastrite” que eu arrumei para mim mesmo, vem de conflitos internos, de desgostos sociais, de intolerância com o cenário do país, do mundo, da fábrica de debiloides que tornou-se a “cultura” atual… enfim…

Agora, após dias e dias assim, comecei a lembrar daquele Rogério de 6 anos, em seu primeiro dia de aula…

Ele anda de volta… as mudanças na minha vida nos últimos dois ou três anos, refletem exatamente a realidade lá dos anos 80… recomecei várias coisas na vida… e, tal qual àquele dia, me vejo apreensivo, com medo e até mesmo sem saber o que está acontecendo ou, como deveria proceder…

E daí?

Bem, e daí que, daquele garoto, nasceu este aqui… ou, melhor ainda, ele seguiu aqui dentro esse tempo todo… e, na depuração dos últimos anos, descascando arestas e tentando achar o cerne do “novo Rogério”, vi que ele estava ali, escondido, com a cabeça baixa, desesperado por não ter presente…

Ledo engano, novamente… pois, tal qual alguma colega que não  lembro quem, me bateu ao ombro pra dizer que “bastava dizer presente”, hoje sou em quem bate no ombro do guri e diz: SIM, TEMOS PRESENTE… e o presente é o agora… tal qual o passado é a lembrança do momento presente que já foi e, o futuro será o momento presente que ainda não chegou…

E, hoje, posso novamente me apresentar para o porvir, dizendo… PRESENTE!

frase-voce-aprendera-licoes-voce-esta-matriculado-numa-escola-informal-de-periodo-integral-autor-desconhecido-137661

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s