Guerra biológica x lógica linear

Estou relendo algumas coisas antigas que escrevi, sobretudo no antigo blog do Ferris. Gosto de fazê-lo até para comparar as fases da vida e a maneira que costumava olhar e analisar com a forma que faço hoje… talvez daí, tenha a ideia de reeditar esses textos. Afinal, a lógica parece ser a mesma, mas, sempre há um retoque a ser dado… Este texto aqui é de março de 2010 e eu falava sobre a natureza humana… a partir da minha, é claro.

Até a medida do possível eu sou um cara pacato… gosto de conviver bem com o ambiente ao meu redor… mesmo sendo ele, as vezes, irritante…

Não costumo ter arroubos assassinos, a não ser quando escuto/vejo/leio notícias de crimes covardes, sobretudo com crianças… mas, ainda assim, nunca matei ninguém…

Convivo há anos lá em casa com uma nova raça de formigas… são menores que as famosas ‘pimentinhas’, são difíceis até de enxergar (talvez pelo avançar da idade e das horas que passo à frente do computador)… extremamente rápidas, embora minúsculas, habitam dentro das paredes de tijolos e concreto do meu apartamento…

Hoooooje é festaaaa lá no meu apê, pode aparecer, vai rolar bundalelê...

Hoooooje é festaaaa lá no meu apê, pode aparecer, vai rolar bundalelê…

Mesmo muito pequenas, se fazem notar… sempre… me lembra o filme “Joe e as baratas”. Para onde olho, tem formigas… esquece-se um farelo de qualquer coisa em qualquer lugar, lá estão elas, aos borbotões…

Até aí eu fazia um exercício mental de boa convivência… afinal, as pobrezinhas vítimas do avanço do homem sobre a natureza querem apenas coexistir… e já contava a fábula que elas trabalham no verão para folgar no inverno… são um exemplo natural para a gente… embora, não saiba bem se é exemplo, hoje em dia, trabalhar 6 meses por ano… de acordo com a fábula…

Ah, vai te catar! Tem a lei Rouanet e bolsa família... e, se nada adiantar, arruma uma namorada e assume ser gay, dona cigarra...

Ah, vai te catar! Tem a lei Rouanet e bolsa família… e, se nada adiantar, arruma uma namorada e assume ser gay, dona cigarra…

Mas, voltando ao foco: as bichinhas evoluíram. Agora elas não folgam mais no inverno… passaram o ano inteirinho me aporrinhando, acabando com qualquer comida que se esquecesse por 5 minutos na pia ou fora da geladeira – deve ser o capitalismo chegando ao mundo animal – já estão implantando o sistema ‘full time’ de trabalho para elas. Invadiram os armários, e, a afronta final: me seguiram até o quarto do computador, onde eu me isolo do mundo jogando meus jogos de RPG loooongos e intermináveis para esquecer do mundo. Pois, voltei à realidade rapidamente com as picadas no braço, notando que elas fizeram caminho cruzando da janela para um móvel ao lado do computador… a gota d’água…

Pequeno Gafanhoto é o caramba!!!

Pequeno Gafanhoto é o caramba!!!

Não sei quantas civilizações de formigas já habitavam lá em casa… ou se era apenas uma gigantesca dinastia que já começava a ter a supremacia da casa… enfim… temos aqui um problema já treinado quando eu jogava “War” na minha juventude… o objetivo delas já me parecia que era o domínio da casa toda (e não mais apenas o convívio pacífico e tranquilo resgatando as migalhas esquecidas pela casa que eu magnanimamente permitia – notem aqui a ironia). Estávamos chegando ao ponto onde eram elas ou eu…

Ih Zé, o hômi se enfezou...

Ih Zé, o hômi se enfezou…

Comecei a ter instintos assassinos contra os térmites do inferno. Matava-as com o dedão, pisando em cima, enfim… já estava começando a ter requintes de crueldade… e elas continuavam vindo… enfim, guerra declarada. Elas já começavam a me morder na cama, deitado… mereciam uma retaliação… ou retalhação mesmo, caso elas fossem maiorzinhas um pouco…

Aí, entrei numa AgroPet e pedi pro dono, meu conhecido, algo que matasse essas pragas, porque spray de SBP deve até dar barato pra elas… não morriam e ainda faziam a festa…

SBP é melhor do que chá de cogumelo!!!

SBP é melhor do que chá de cogumelo!!!

O cara me deu um tubinho de 100 ml, um spray, que dizia ele que espalhava algo tipo um vírus que infectava as formigas, e elas, voltando ao formigueiro, infectariam as outras, matando todo mundo lá dentro… um ebola pras formigas…

É isso!!! Morte às desgraçadas!!! Paguei os olhos da cara (afinal, a guerra ao terror não mede esforços) e levei pra casa… chegando lá, vi de cara uma trilha com uma meia dúzia delas… não tive dúvidas… lasquei uma baforada e esperei…

no dia seguinte, encontrei uma outra horda no quarto, outra baforada… no banheiro outra… um reforço na cozinha e… 2 dias depois… nada de formigas…

Larguei, tô saindo de férias...

Larguei, tô saindo de férias…

Ah, como é doce a vitória…

Mas, aí… pensando melhor… aplicando uma lógica básica: armas biológicas, morte em larga escala… acabar de forma cruel, através de doença, que eu nem sei qual os sintomas e o quanto faz os bichos agonizar…

CACETE, VIREI UM TERRORISTA!!!

Sou o Bin Laden do mundo das formigas… o inimigo número 1…

Pronto, posso voltar à vida normal...

Pronto, posso voltar à vida normal…

Aí vocês devem estar se perguntando… ‘Pô, mas elas encheram tanto o saco que mereceram morrer…’.

Sim… elas me azucrinaram até acabar com a minha vontade de coexistir com elas… a casa é minha, porra poxa!…

Pois é… resposta correta…

Mas, porém, todavia, contudo, entretanto, senão, com o ocorrido, no que me diferencio de doidos históricos?

Nadinha…

‘Ah, tu não matou gente, matou formigas, seu animal doido… tomou LSD hoje?’ – vocês devem estar pensando…

Não, não tomei LSD… mas pensem só o seguinte:

Apliquem essa mesma lógica para o que fazemos com o planeta e a forma que ele anda reagindo…

Apliquem essa mesma lógica para a interminável guerra entre palestinos e israelenses…

Aí me digam, como posso eu julga-los então???

Vocês dirão: “Hellooooo, formigas e gente…”

sim… muda-se apenas as vítimas, ou, simplesmente, o enquadramento delas… de resto, a lógica é exatamente a mesma…

Pequena diferença...

Pequena diferença…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s