Lógica: use com parcimônia…

A lógica é o que nos diferencia de alguns animais, não é?

É sinônimo de inteligência, certo?

Nem tanto…

Bem, iniciemos pelo de sempre: o amansa…

ló.gi.ca
Substantivo feminino. 
1.Coerência de raciocínio, de ideias.
2.Modo de raciocinar peculiar a alguém, ou a um grupo.
3.Sequência coerente, regular e necessária, de acontecimentos, de coisas.
4.Filos. A ciência dos princípios normativos e formais do raciocínio.

raciocínio… ok… vejamos:

ra.ci:o.cí.ni:o
Substantivo masculino. 
1.Encadeamento, aparentemente lógico, de juízos ou pensamentos.
2.Capacidade de raciocinar.

Encadeamento APARENTEMENTE lógico, de juízos ou pensamentos…

ju.í.zo
Substantivo masculino. 
1. Ato de julgar.
2. Conceito, opinião.
3. Modo equilibrado de pensar e agir; tino, ponderação, senso, bom senso, siso.
4. Foro ou tribunal onde se processam e julgam os pleitos.
5.Pop. Mente, pensamento.

Conceito, opinião… ok…

Bem, dessa forma, podemos aí concluir que usar a lógica pode ser apenas um encadeamento de pensamentos onde o SEU juízo seja utilizado… o que não quer dizer, necessariamente, que você esteja fazendo algo bom a partir daí…

A lógica pode nos produzir situações como esta:

Notemos que na cena acima, o grande líder popular utiliza a sua lógica para “iluminar” as mentes dos cidadãos enfurecidos e com sede de justiça… mas, ainda assim…

Por mais ridícula que a cena possa ser, ela diz muito sobre a sociedade atual… onde utilizam-se “lógicas” diversas para “ensinar” o pessoal…

O próprio conceito de lógica diz que é Modo de raciocinar peculiar a alguém, ou a um grupo. Embora, também diga que: Coerência de raciocínio, de ideias…

A lógica, como instrumento técnico, a que eu aprendi na faculdade de informática, nos anos que cursei, ensinava:

A noção de argumento é fundamental para a lógica. Argumento é um conjunto de enunciados que estão relacionados uns com os outros. Argumento é um raciocínio lógico.
Observe o seguinte argumento:

Todos os homens são mortais.
Sócrates é homem.
Logo, Sócrates é mortal.

Este é um argumento formado por duas premissas e uma conclusão.

Os dois primeiros enunciados são as premissas e o último enunciado é a conclusão. Os fatos apresentados nas premissas servem de evidência para a conclusão, isto é, são eles que sustentam a conclusão.

Para que o argumento seja válido, não basta que a conclusão seja verdadeira. É preciso que as premissas e a conclusão estejam relacionadas corretamente. Distinguir os raciocínios corretos dos incorretos é a principal tarefa da lógica.

Os argumentos sempre apresentam uma ou mais premissas e uma conclusão.

Silogismo categórico é um argumento composto por três enunciados, sendo duas premissas e uma conclusão.

Fonte: http://educacao.uol.com.br/disciplinas/filosofia/logica—argumento-um-conjunto-de-enunciados-articulados-entre-si.htm

Vou te dar zero, guri!

Vou te dar zero, guri!

Ter coerência nas ideias também é algo bem complicado hoje em dia…

co:e.rên.ci:a
Substantivo feminino. 
1.Qualidade, estado ou atitude de coerente.
2.Harmonia entre ideias, ou acontecimentos.

Harmonia de ideias é sinônimo de lógica? Até pode ser… mas, ainda assim, pode produzir coisas do tipo:

A mulher foi feita da costela de Adão;

Vegetarianos não comem carne;

Logo: vegetarianos ou são ateus (para refutar o criacionismo) ou são gays…

E, caso eu quiser alongar essa palhaçada acima, ainda poderia concluir que: pela “coerência”, nenhum católico vegetariano pode “comer” mulher… enfim…

Notem que estou ridicularizando a lógica, pois, bem sabemos que ela pode ser usada como argumento inconteste para se firmar uma tese ou um simples pensamento…

Mas, para tal, é necessário que a sua lógica (seu pensamentos, conceitos e juízos) estejam de acordo com a apresentada pelo outro para que este argumento lhe soe bem… do contrário, a sua lógica estará contrária…

Temos aí lógicas baseadas em crenças, descrenças, ou, meramente refutáveis, ou seja, as que buscam apenas combater os argumentos ou premissas…

Algumas pessoas lhe parecem ilógicas? Alguns sistemas lhe soam completamente absurdos? O mundo não faz sentido algum?

Bem, isso pode não ser de todo ruim…

Como argumentei antes, a lógica é baseada em um sistema ou conjunto de pensamentos, valores, juízos de alguém ou algum grupo… sendo assim, não é necessariamente algo SEU… pode ser apenas algo que foi programado no seu cérebro desde a infância e que, hoje em dia, lhe parece lógico…

Cê tá quendo me enrolar, rapá?!

Cê tá quendo me enrolar, rapá?!

Não, estou tentando mostrar que nem tudo o que é lógico para uma pessoa, é lógico para outra… pessoas estão em níveis diferentes de evolução intelectual… e, dessa forma, alguns, simplesmente não têm alcance para entender algumas lógicas…

Mais ou menos como tentar ensinar física quântica a quem mal e porcamente sabe matemática… complicado…

Mas, ainda assim, não é demérito algum não saber… ou saber menos do que alguém… só eu recomendo que não absorvam essa lógica alheia, de alguém que PARECE saber mais do que você… pois o fato da lógica do que ele diz não for bem inteligível, pode ser também, apenas, que essa pessoa está querendo te enrolar…

Dito isso, concluo dizendo que ouvir outros é um bom COMEÇO para que você inicie a busca de respostas… filtre, conteste, pesquise, e, só após muito ponderar, você terá condições, baseado na SUA lógica, de saber se a lógica alheia é razoável ou não…

frase-o-homem-esta-sempre-pronto-para-distorcer-aquilo-que-dizem-seus-sentidos-simplesmente-para-dostoievski-100847

Eu também... tem algum armário aí para eu ir para Nárnia?

Eu também… tem algum armário aí para eu ir para Nárnia?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s