Preço e valor

Todo homem tem seu preço…

Em determinado momento da vida, acho que quase todo mundo já ouviu esta máxima…

Gosto da frase “completada” pelo Nietzsche, que diz: 

nietzsche

E, talvez a partir desta frase do filósofo ranzinza, iniciemos o post de hoje…

Será que tudo nesta vida tem seu preço?

Iniciemos pelo amansa velho de guerra para começar a formar o conceito:

pre.ço(ê)
Substantivo masculino. 
1.Quantidade de dinheiro necessária para comprar mercadoria ou serviço; expressão monetária do valor.
2.Relação de troca de um bem por outro.
A preço de banana. 
Bras. Muito barato.
A qualquer preço.
Sem poupar esforço, mesmo com grande perda ou sacrifício; a todo custo.

Acho que na primeira frase da explicação já podemos encontrar o cerne da questão a qual eu me refiro… quantidade de dinheiro necessária para comprar MERCADORIA ou serviço… a parte que se refere à expressão monetária do valor, também é controversa, afinal, valor é um conceito variável e que pode ter um significado diferente para cada pessoa… vejamos aí:

va.lor (ô) 

Substantivo masculino. 
1.V. valentia (1).
2.Qualidade que faz estimável alguém ou algo; valia.
3.Importância de determinada coisa; preço, valia.
4.Legitimidade, validade.
5.Significado rigoroso de um termo

Vejamos aqui que, analisando os conceitos, nos deparamos com o fato de que preço se atribui à mercadorias ou, à prestação de serviços… que, pela explicação da administração, atribui ao serviço, a equivalência à um objeto de troca… ou, mercadoria… afinal, serviços estão aí no mercado e pessoas remuneram-se com isso… até aí, nada de mais…

Mas, dizer que o preço é a expressão monetária do valor, não me cai bem… afinal, o valor de alguém, como já escrevi em outro post: https://seguraorojao.wordpress.com/2013/03/01/o-devido-valor-de-cada-um/, é mais medido pelo que esta pessoa tem dentro de si, referindo-me à valores morais, do que pelo quanto ela realmente pode se “vender”…

Podemos notar também nos termos acima, que deixa-se em aberto as hipóteses de vincular valor e preço a algo ou ALGUÉM… e, mesmo que um dos significados remeta à valentia… ainda assim, pode-se encarar como um “serviço”… vemos aí que mercenários – alguns corajosos (e hollywoodianos) e outros nem tanto, que são remunerados por sua dita valentia…

Sendo assim, alguém que realiza um feito relevante, ao ser pago por ele, tem o seu valor diminuído?

Bem, está confuso… vou reformular…

Ao precificar o seu valor, a pessoa automaticamente perde o seu valor?

frase-um-cinico-e-um-homem-que-sabe-o-preco-de-tudo-mas-o-valor-de-nada-oscar-wilde-110118

Acho que ainda pode-se realizar boas ações, mesmo que remuneradas… afinal, trabalhadores todo santo dia dão o melhor de si, mesmo que remunerados, e, nem por isso perdem suas dignidades… me refiro aos honestos, é claro…

Vivemos em uma sociedade em que nem tudo se é valorizado… nossa cultura valoriza os campeões, os que se destacam apenas… e há quem ache que o vice-campeão é o primeiro perdedor de uma lista enorme em um campeonato…

Perder é do jogo… perder-se, aí sim, é algo bem mais complexo… e, acreditem, alguém pode perder-se mesmo sendo o campeão…

Abraço lá para o Edilson, o Zveiter, o Dualib e a nação Corinthiana de 2005...

Abraço lá para o Edilson, o Zveiter, o Dualib e a nação Corinthiana de 2005…

Enfim, sacanagens à parte, voltemos ao pensamento de que pode-se perder ganhando, ou ganhar perdendo…

Perder um dinheiro fácil pode fazer alguém ganhar? Pode… afinal, qual seria o preço a ser pago para se conseguir tal dinheiro?

Ah, pouca coisa… uma assinaturazinha aqui, uma vista grossa ali… um discursinho inflamado acolá… nada que já não tenhamos visto anteriormente, né?!

Pois é… e, é justamente nestes casos é que percebemos que algumas coisas têm preço, mas, não necessariamente valor…

Algumas pessoas sequer cogitariam tal dinheirinho fácil, se o custo para tal fosse a perda de seus valores… já, outros, sequer cogitariam deixar o cavalo passar encilhado, afinal, os governos anteriores fizeram/todo mundo faz/o mundo é dos espertos/(coloque aqui a desculpa que melhor lhe cair)…

"Juro dizer a verdade, nada mais que a verdade, com a ajuda do MEU DEUS!"

“Juro dizer a verdade, nada mais que a verdade, com a ajuda do MEU DEUS!”

A teoria administrativa trata do assunto dizendo: A soma dos esforços que despendemos para obter o que buscamos representam o preço que pagamos para obter o que queremos, enquanto a soma dos benefícios que recebemos ao obter o que buscamos representa o valor!

Ou, tentando colocar em uma equação: Valor = Percepção de Benefícios/(Preço + Expectativas)

E, é claro, neste caso, entra-se no mérito do benefício percebido… afinal, para ser considerado benefício, alguém tem que dar o devido VALOR à ele…

Quanto você pagaria por um copo de água estando à direita e o quanto pagaria estando à esquerda?

Quanto você pagaria por um copo de água estando à direita e o quanto pagaria estando à esquerda?

Da mesma forma, hoje em dia, consideramos um baita benefício na nossa comercialização de pessoas, que ela tenha honestidade… enquanto há pessoas (como eu) que acreditam que honestidade não é um benefício que alguém pode agregar ao seu serviço, mas sim NADA MAIS, NADA MENOS DO QUE A SUA OBRIGAÇÃO!

Eu diria que algumas pessoas têm sim o seu preço… algumas vendem a moral, outras o rim, ou o corpo (com ou sem beijo na boca)… vendem seus trabalhos… e, outros não se vendem de forma alguma… não deixam com que o dinheiro seja valorizado ao ponto de lhes dar motivo a fazerem o que não querem…

Assim é "miurreáu", meu camarada...

Assim é “miurreáu”, meu camarada…

Ok, benefício é de quem o percebe, né?! O que eu vou fazer?

Mas, ao final de tudo, eu diria que todos tem um preço… e é aquele algo que o motiva a aceitar as condições… ou, que o leva a agir…

E é aí que divide-se o joio do trigo…

Enquanto alguns agem por dinheiro, ou, simplesmente por benefício próprio, outros, agem pelo bem comum… que pode incluir o seu próprio benefício, que consiste em justamente ver o bem prevalecer… o correto, o justo, o digno…

E, sabemos muito bem, amigos, fazer o que é correto, nos dias de hoje, invariavelmente acaba cobrando um preço alto demais de quem age assim… mas, é justamente aí  que mede-se o valor de cada um…

frase-quando-encontramos-pessoas-de-valor-devemos-pensar-em-como-podemos-ser-iguais-a-elas-quando-ao-confucio-122537

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s