Orgulho medíocre…

Minha querida mãezinha, dentre várias outras tentativas, uma certa vez, tentou argumentar comigo sobre a necessidade de eu me esforçar mais nos estudos. Afinal, eu tirava notas medianas… no colégio que eu estudava, a média era 7, e, mesmo assim, dizia ela que eu deveria querer mais, do contrário, acabaria por ser um medíocre na vida.

Bem, na época eu cagava e andava para o colégio, e sim, tirava notas suficientes para passar. Não me importava em passar com 7 ou com 10. Ambos passavam de ano e, para mim, era indiferente a classificação dos aprovados.

Mas, já mais velho, notando algumas facetas minhas que não gosto, me peguei em reflexão profunda, e, lá pelas tantas, relembrei esse medo da mediocridade que ouvi certa feita.

Aimeldelsdocél! Sou um medíocre?! Irei para as ruas em passeata reivindicar o dia do orgulho medíocre?

Possivelmente… mas, junto a este pensamento, mais coisas me ocorreram. Por exemplo: o que, de fato, viria a ser uma pessoa medíocre?

Como de praxe, vamos ao amansa para iniciar os trabalhos:

me.dí.o.cre
Adjetivo de dois gêneros. 
1.Que não é bom nem mau.
2.Sem relevo; vulgar. [Sin. ger.: mediano.]

Vou fazer um exame minucioso...

Vou fazer um exame minucioso…

Mediano? Vejamos…

me.di.a.no
Adjetivo. 
1.Que está no meio, ou entre dois extremos; médio.
2.Meão (2).
3.V. medíocre.

Médio? Deixa ver…

mé.di:o
Adjetivo. 
1.Mediano (1).
2.Que apresenta certa característica em grau não muito alto nem muito baixo.
3.Diz-se do dedo maior da mão, situado entre o anular1 (3) e o indicador (3).
4.Que ocorre entre as duas partes extremas de um período cronológico.
Substantivo masculino.
5.O dedo médio.

E eis o dedo médio...

E eis o dedo médio…

Tinha um vulgar lá no meio… vamos ver…

vul.gar
Adjetivo de dois gêneros. 
1.Referente ao vulgo1.
2.V. trivial (1).
3.Reles, ordinário.
Substantivo masculino.
4.O que é vulgar.

Não, isso é bagaceiro, vultar é ser normal, fia...

Não, isso é bagaceiro, vulgar é ser normal, fia…

Ordinário?

or.di.ná.ri:o
Adjetivo. 
1.Que está na ordem usual das coisas; habitual, comum.
2.Regular, frequente.
3.De má qualidade; inferior.
4.De baixa condição; baixo, grosseiro.
5.Bras. Sem caráter; reles, ruim.
Substantivo masculino.
6.O que é habitual.
7.Lit. Designação comum às partes invariáveis de qualquer missa, cantada ou não.

Bem, digamos que isso está abaixo do ordinário...

Bem, digamos que isso está abaixo do ordinário…

Tá, chega!

Deu para entender que ser medíocre é ser mediano, na média, sem brilho, ou, simplificando, ser NORMAL.

Sim, pela estatística, a média e o desvio padrão fazem parte da “Distribuição Normal” (cliquem no link para maiores detalhes)

E, não é por acaso – pelo menos ao meu ver – que desvio padrão e média sejam usados para CALCULAR a “normalidade”.

Mas, voltando ao assunto da mediocridade, sigo imaginando que, em um mundo como o nosso, ser normal possa ser algo errado mesmo. Afinal, a cada dia grita-se aos 4 ventos que as diferenças são a nova normalidade.

Pois eu, sinceramente, não vejo problema algum em não me diferenciar dos demais. Não me irrito em conseguir coisas medianas. Afinal, temos vários prismas a analisar para tal situação:

Se partirmos do princípio de que a vida é uma constante evolução, ou, uma escalada, ser medíocre é estar no meio desta escalada.

Mas, também podemos analisar que estar na média dos demais, dependendo de quem são os “demais”, pode ser melhor ou pior, dependendo de onde nos encontramos.

Sim, se estamos na média com a população da Suíça, em termos de desenvolvimento, não é a mesma coisa que estar na média da população Africana…

Mas, ser um medíocre seria necessariamente alguém que segue um padrão? Bem, neste caso, ser um medíocre é um baita xingamento para mim.

Ser alguém que segue o padrão seria a mesma coisa que ser alguém normal?

Não creio, embora, estejamos em tempos em que os ditos normais são aqueles que estão padronizados dentro do que chamamos de sociedade.

Alguns escravizam-se com estes padrões, pois crêem piamente que só serão “normais” se seguirem as regras. Do contrário, entrarão no “desvio padrão” da estatística social.

Ainda citando a estatística para tentar embasar a minha linha de raciocínio, também podemos citar  “moda”, outro termo que dá para usar tanto socialmente quanto matematicamente…

Bem vejamos:

Em estatística descritiva, a moda é o valor que detém o maior número de observações, ou seja, o valor ou valores mais frequentes, ou ainda “o valor que ocorre com maior freqüência num conjunto de dados, isto é, o valor mais comum”.1

Resumindo, ser comum é estar na moda…

Não queridão, isso não está na moda e, tampouco é considerado normal...

Não queridão, isso não está na moda…

Pois bem, noto que vivemos tempos de confusão com termos e suas aplicações. Apesar de concluirmos que ser diferente é normal, e, os comuns estão na moda, creio que, mesmo assim, as pessoas sigam se conflitando ou se debatendo por questões inúteis.

No momento em que a dualidade ou a pluralidade de termos alcança-nos, não dá mais para se ater às classificações. No meu caso, a mediocridade a qual me deparei, me soou como algo calmo, tranquilo, pacífico. O fato de eu não querer engrossar as fileiras dos que correm atrás de padrões, médias, desvios, me liberta para, serenamente, buscar somente o que EU considero bom.

Estar na média pode ser bom ou ruim, dependendo de quem é o cálculo. Qual é a incidência dos dados. Estar na média brasileira, que se contenta com pão e circo, que não vê além de seus umbigos, que acha normal conviver com a falcatrua, a malandragem, a impunidade… bem, neste caso, eu não quero estar na média…

Agora, se eu me tomar como única fonte de dados, já que eu acredito na teoria que, para se mudar o mundo, primeiramente deve-se mudar a si mesmo, posso dizer que eu não ser bom e nem ruim, já é um avanço. Mas, tendo em vista que tenho 38 anos, posso tentar puxar essa média para cima, talvez, num patamar onde ser bom deixe de ser algo admirável ou extraordinário, para, quem sabe, ser apenas normal…

Pão e circo...

Pão e circo…

ordinária tchan ralando pedreiro amarro cantada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s